Como degustar cerveja?

Por . em 11/12/2019

Você sabe quanta informação pode ter um copo cheio de cerveja? Saber degustar uma cerveja não é apenas ingeri-la. Mas também sentir seu aroma, observar seu aspecto físico e sentir todos os pontos analisados fisicamente no paladar.

Preparativos para uma degustação

  • Tempo: Uma boa degustação de cervejas merece atenção total.
  • Anotação: Pegue seu bloco de notas + caneta ou lápis e registre as características mais importantes.
  • Ambiente: Procure um ambiente arejado e livre de aromas fortes.
  • Boa companhia: Realizar degustações em boas companhias pode ser uma experiência divertida, surpreendente e ainda mais prazerosa, porem não compare seu desempenho com de seus colegas e não queira encontrar diversos aromas e sabores já na primeira degustação. Nossas habilidades aumentam com treinamento sensorial frequente.

** Preste atenção desde o momento em que abre e serve a cerveja. O que você vê? O que você ouve? **

Passo a Passo

1 – Audição + Aroma

1 – Audição + Aroma: A degustação utiliza todos os nossos sentidos, iniciando pela audição. Quando abrimos a cerveja é liberado o gás carbônico, que gera um som que diz se a cerveja é muito ou pouco carbonatada. Em seguida a cerveja deve ser cheirada assim que colocada no copo, alguns aromas são voláteis e desaparecerão rapidamente sendo perceptíveis por um curto período, então não perca tempo e busque logo suas primeiras impressões olfativas.

Exemplo do que você pode encontrar: Notas herbais, florais, condimentadas, frutadas, adocicadas, cítricas e tostadas.

2 – Visual:

2 – Visual: Após servir, observe três itens: cor, brilho e espuma. E assim responda as seguintes perguntas:  

  • Qual é a coloração?
  • É cristalina ou turva?
  • Como é a espuma?
  • Há muitas bolhas? De que tamanho elas são?
  • A espuma persiste ou dissolve rapidamente?

Exemplo do que você pode encontrar: Cores douradas, âmbar, negras. Espuma densa, cremosa, esparsa, com bolhas grandes ou pequenas.

3 – Aroma:

3 – Aroma: Gire a taça ou copo para liberar os aromas da cerveja.  Aproxime seu nariz e de uma boa “fungada”. Novos aromas surgiram? Existe algum aroma que predominou sobre os demais? Quais diminuíram ou desapareceram? O que eles evocam?

Lembrete: grande parte da sensação de sabor vem do olfato.
Atenção: após 4 inspirações, os sensores olfativos já começam a ficar confusos e sua avaliação prejudicada.

Exemplo do que você pode encontrar: Frutas, Madeira, Cereais, Flores, Ervas, Caramelo, Frutas. 

4 – Paladar:

4 – Paladar: Preencha a sua boca com a cerveja e deixe ela passear um pouco para que tenha contato com toda a superfície da língua.   

Neste momento você pode descobrir:

  • Qual o sabor predominante (doce, ácida, azeda, amarga, salgada)?
  • Qual o corpo dessa cerveja (leve ou denso)?
  • A cerveja é refrescante ou quente, com predominância do álcool?
  • É persistente no sabor?
  • A temperatura se encontra-se muito quente, muito gelada ou na temperatura ideal?

Exemplo do que você pode encontrar: acidez, amargor, salgado, doce, azeda, umami.

5 – Considerações Finais:

5 – Considerações Finais: Chegamos na última etapa. Aqui vale a sua percepção da cerveja como um todo. Reflita por alguns minutos. Ela é uma cerveja refrescante? Os seus sabores são equilibrados? Essas e outras perguntas ajudam a melhor entender e avaliar a sua cerveja.

Você observou como degustar uma cerveja é algo simples e prazeroso? Ficou com vontade de utilizar as técnicas na próxima vez que for consumir sua cerveja?
Agora é só garantir as cervejas na Imigrantes Bebidas, chamar os amigos e colocar em pratica.

Comentários
0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cadastre seu E-mail para receber ofertas exclusivas